Resultado de imagem para largura intercanina estreita

Distancia intercanina estreitada

Markkanen S1, Niemi P2, Rautiainen M1,3, Saarenpää-Heikkilä O4,5, Himanen SL3,6, Satomaa AL6, Peltomäki T1,3,7.

 

OBJETIVOS: A síndrome da apnéia obstrutiva do sono (SAOS) pediátrica está associada a uma série de mudanças no desenvolvimento craniofacial e oclusal. Há, no entanto, pouco conhecimento de quão cedo na vida essas mudanças podem ser encontradas
O objetivo do presente estudo foi determinar se as alterações na morfologia da arcada dentária, oclusão, perfil facial, tamanho da amígdala, hábito respiratório ou índice de massa corporal (IMC) já podem ser encontradas em crianças com 2,5 anos de idade com SAOS.

 

MATERIAIS E MÉTODOS: Cinqüenta e duas crianças foram recrutadas para o estudo. Destes, a SAOS foi diagnosticada em 9 crianças e 18 crianças não roncaram na polissonografia. Esses dois grupos foram posteriormente comparados ao avaliar variáveis ​​polissonográficas, otorrinolaringológicas e odontológicas.

 

RESULTADOS: Crianças com SAOS apresentaram largura inter canino mais estreita que crianças não roncadoras (P = 0,032). Além disso, crianças com SAOS apresentaram maior tamanho de adenoide em relação ao volume nasofaríngeo (P = 0,020) e maior tendência à respiração bucal (P = 0,002). Não foram encontradas diferenças estatisticamente significantes quando comparados o tamanho das tonsilas palatinas, características oclusais, medidas do perfil dos tecidos moles ou IMC.
LIMITAÇÕES: A limitação do estudo é o pequeno tamanho da amostra.

 

CONCLUSÃO: Crianças com SAOS apresentaram largura inter canina superior mais estreita que crianças não roncadoras aos 2,5 anos de idade. O tamanho adenoide maior e a tendência à respiração oral também foram mais comuns entre crianças com SAOS. Novos estudos com amostras maiores são necessários para determinar se outras alterações no desenvolvimento craniofacial e oclusal podem ser encontradas nessa faixa etária.
© The Author (s) 2019. Publicado pela Oxford University Press em nome da European Orthodontic Society.

para Eur J Orthod. 2019 29 de março.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *