16/02/2022

Apnéia obstrutiva do sono e placas de avanço mandibular: efeitos oclusais e progressão das alterações associadas a uma década de tratamento

Por lbotler

Objetivos do estudo: Avaliar a magnitude e a progressão das alterações dentárias associadas ao tratamento da apneia obstrutiva do sono (AOS) com tala de avanço mandibular (MAS) a longo prazo.

Métodos: Estudo retrospectivo de adultos tratados para ronco primário ou AOS leve a grave com SAM por um período mínimo de 8 anos. As séries de modelos dentários dos pacientes foram analisadas com um paquímetro digital para alterações na sobremordida, sobressaliência, apinhamento e largura do arco dentário e relações inter-arcos. A progressão dessas alterações ao longo do tempo foi determinada e as características iniciais do paciente e dentárias foram avaliadas como preditores dos efeitos colaterais dentários observados do tratamento.

Resultados: Um total de 77 pacientes (idade média no início do tratamento: 47,5 ± 10,2 anos, 62 homens) foram incluídos neste estudo. A duração média do tratamento foi de 11,1 ± 2,8 anos. Ao longo do intervalo total de tratamento avaliado houve redução significativa (p < 0,001) na sobremordida (2,3 ± 1,6 mm), sobressaliência (1,9 ± 1,9 mm) e apinhamento mandibular (1,3 ± 1,8 mm). Foi observado um correspondente aumento significativo (p < 0,001) da largura intercanino mandibular (0,7 ± 1,5 mm) e intermolar (1,1 ± 1,4 mm), bem como a incidência de mordida cruzada anterior e mordida aberta posterior. Observou-se que a sobremordida e a distância intermolar mandibular diminuíram menos com o tempo, enquanto a sobressaliência, a distância intercanino mandibular e o apinhamento do arco inferior diminuíram continuamente a uma taxa constante.

Conclusões: Após um período médio de observação superior a 11 anos, foram observadas alterações clinicamente significativas na oclusão e de natureza progressiva. Em vez de atingir um ponto final discernível, os efeitos colaterais odontológicos da terapia com MAS continuam com o uso contínuo de MAS.

 

 

Palavras-chave: apneia obstrutiva do sono; efeitos adversos dos aparelhos ortodônticos; aparelhos ortodônticos removíveis; complicações da apnéia do sono; terapia de apnéia do sono; fatores temporais; resultado do tratamento.