Perfil epidemiológico dos pacientes com apnéia do sono obstrutiva e ronco em um hospital universitário.

17/06/2015 0 Por lbotler

[slideshow_deploy id=’265′]

Perfil epidemiológico dos pacientes com apnéia do sono obstrutiva e ronco em um hospital universitário.
Int Arch Otorhinolaryngol. Abril de 2014; 2:5-142.
Mendes FA1, Marone SA1, Duarte BB1, Arenas AC1.

 

Introdução
Existem vários estudos sobre a fisiopatologia e a prevalência de síndrome de apneia do sono obstrutiva (SAOS), no entanto, poucos estudos abordam o perfil epidemiológico desses pacientes.
Objetivo o objetivo deste estudo é analisar o perfil epidemiológico dos pacientes diagnosticados com SAOS na clínica de medicina do sono.
Métodos transversais individualizado estudo abrangendo 57 pacientes que eram referidos da clínica geral ENT a clínica de medicina do sono.
Resultados da classificação da SAOS: 16% tinham ronco  primário , 14% SAOS leves, 18% SAOS moderada  e 52% SAOS graves. Distribuição de acordo com o peso: 7% tinham peso normal, 2% estavam com sobrepeso (IMC 2530), 37% grau I obesidade (IMC 25,1 a 30); 9% grau II obesidade (IMC 30,1 a 35) e grau de obesidade III (IMC maior que 35) em 45% dos casos.
Tratamento adotado: 46% foram tratados com CPAP; 19% foram tratados com cirurgia;14% com aparelho oral  , 7% foram dadas injeção roncoplastic  e 7% terapia posicional.
Uma nova polissonografia  foi efetuada em 5% dos pacientes. 2% dos pacientes,  devido a falha do tratamento com injeção de roncoplastic foram dados  o aparelhos orais .
Conclusão:
A maioria dos pacientes  eram do sexo masculino , obesos e com apneia de moderada ou grave.
Ronco e  excessiva sonolência diurna foram os sintomas mais comuns.
Os procedimentos cirúrgicos empregados neste serviço (injeção deroncoplastic , UPPP e lateral faringoplastia) seguiram as recomendações da literatura disponível.

PALAVRAS-CHAVE:

Perfil de saúde; obstrutiva; apnéia do sono; ronco